O Brasil vive uma situação de estabilidade econômica há algumas décadas, especialmente após a adoção do Plano Real. Isso permitiu que as pessoas encontrassem novas formas de investimento e começassem a ter um pouco menos de preocupação com o futuro. No entanto, como podemos ver nos últimos tempos, todo cuidado é pouco. Com as variações na taxa de juros, no mercado imobiliário, desvalorização da nossa moeda e alterações em outros cenários que fazem parte dos investimentos tradicionais do brasileiro, ressaltou-se a importância de guardar algum dinheiro em uma fonte segura para quando a velhice chegar.

É exatamente isso que a previdência privada se propõe a fazer: ser uma espécie de complemento à previdência social, trazendo uma série de benefícios para quem opta por ela. Quer conhecer um pouco mais sobre o tema e descobrir por que a previdência privada é um bom investimento? Confira no post a seguir:

O que é previdência privada?

A previdência privada é um tipo de investimento de longo prazo que busca complementar a previdência social tradicional, ajudando na renda da pessoa quando ela se aposentar. Mais do que isso, ela é uma maneira de pensar em longo prazo e buscar uma aplicação segura que permita manter seu estilo de vida durante toda a sua existência.

Geralmente, a previdência privada é feita em bancos e seguradoras. Quando você faz esse tipo de investimento, na realidade está contratando essa instituição para investir o dinheiro para você. O banco fará isso por meio de ações, títulos públicos, fundos imobiliários, entre outros.

Para quem a previdência privada é a escolha ideal?

A previdência privada é o investimento perfeito para quem é precavido e pensa no futuro. Todos nós sabemos que a previdência tradicional não nos permite manter o nível de vida após a aposentadoria, pois ela possui um teto que costuma ser abaixo dos bons salários praticados no mercado.

Especialmente para quem não possui conhecimentos suficientes para fazer aplicações, contratar uma instituição para gerir esse valor pode ser bem interessante. Além disso, ao final do plano, é possível escolher: ou você resgata o valor total ou opta por receber um valor mensal, fazendo retiradas mês a mês, como se fosse um salário complementar.

Quais são os benefícios?

O principal benefício da previdência privada é que ela permite que você, mesmo após se aposentar, possa viver com o mesmo padrão de vida que levava quando estava na ativa. Além disso, como você tem a opção de resgatar o valor total, ela serve também como uma reserva para gastos urgentes.

E você também não precisa entender nada sobre investimentos ou aplicações: a instituição escolhida colocará os melhores profissionais do mercado para fazer isso por você. Também é de sua escolha o valor do investimento, de acordo com suas possibilidades no momento, bem como a prerrogativa de alterar essa quantia se entender que assim será melhor. É a oportunidade perfeita de garantir tranquilidade e segurança para você e quem você ama, com a certeza de uma velhice confortável e plena para realizar os planos e projetos que você sempre sonhou!

Essas são as características que mostram porque a previdência privada é um bom investimento para quem não quer correr riscos desnecessários. Essa aplicação é uma forma de evitar dores de cabeça no futuro, sabendo que seu capital está bem cultivado e garantirá momentos tranquilos para você e sua família nos seus dias de aposentadoria e descanso.

E você, já pensou em investir na previdência privada? Conte para nós nos comentários!

Leia também:

Poupança ou previdência privada: qual a melhor opção de investimento?

Vale a pena investir em previdência privada durante a crise?

Previdência privada: você sabe o que é PGBL e VGBL?

 

Seja o primeiro a receber o conteúdo da Messem Educação e assine o nosso Newsletter, preenchendo seus dados nos campos abaixo:

Nome:

Seu e-mail: