É inegável que o momento atual do país é de grave crise econômica, podendo até mesmo figurar entre as piores que o país já enfrentou. A expectativa para o biênio 2015-2016 é de 2 anos seguidos de recessão, algo que não acontecia desde 1930 em decorrência do Big Crash da bolsa de 29.

Hayek, um dos mais brilhantes economistas que a humanidade já teve e Prêmio Nobel de Economia em 1974, costumava dizer que as pessoas não deveriam se preocupar com as retrações de uma economia, pois as raízes dos problemas estão na verdade nas expansões, naqueles momentos onde todos estão ganhando em cima de algo artificial, mas que em breve ruirá e os trará de volta a realidade; momento este que popularmente conhecemos como crise.

Trazendo para a linguagem de investidores, uma clássica frase diz que se deve investir quando todos estiverem chorando e sair quando todos estiverem rindo — o famoso comprar na baixa e vender na alta — e, sendo assim, no atual momento, vários são os sinais de que estamos passando por um ciclo de baixa.

Está pensando em investir seu dinheiro? Confira quais as melhores opções de rentabilidade para investir em tempos de crise!

Ativos de Renda Fixa

Com a taxa de juros no atual patamar e ainda com a expectativa de novos aumentos no futuro, tendo em vista que a inflação está alta e com taxa de variação positiva, a renda fixa certamente deve figurar no radar dos investidores. A taxa de juros real no país — aquela onde é descontada a inflação — é a mais alta do mundo e, atualmente, figura na casa dos 6%, uma excelente remuneração para um investimento de baixíssimo risco. Além disso, outra vantagem atual deste tipo de investimento é a liquidez, pois você terá dinheiro em caixa a qualquer momento de maneira relativamente fácil, podendo aproveitar qualquer outra eventual oportunidade de bom investimento que apareça.

Ações

Para quem está um pouco mais disposto a correr riscos e aventurar-se num mercado de mais difícil previsibilidade, investir em ações pode ser uma boa opção e a razão para isto é bem simples: um excelente histórico de valorização deste tipo de investimento no longo prazo. Quando um ativo está popular e comentado demais, geralmente é um forte indicador de que não é um bom investimento.

Em 2007 e início de 2008, investimentos em ações estavam extremamente populares e superestimados, chegando a ocupar a capa da revista Veja. Quem se deixou levar teve grandes prejuízos quando a crise imobiliária estourou em 2008. O contrário também é verdadeiro e, como os investimentos em renda fixa estão em alta devido à alta da SELIC, a maioria das pessoas não está dando muita atenção para este tipo de investimento.

BAIXE GRÁTIS O E-BOOK Como aproveitar as oportunidades que a crise traz para o mercado?

Diversifique os investimentos

Se você é uma pessoa com boa tolerância ao risco, talvez investir em ações seja a melhor opção, mas se você não lida muito bem com ele, certamente os fundos de renda fixa serão uma decisão mais acertada. Entretanto, independentemente desta especificidade, a melhor dica que podemos dar é diversificar seus investimentos.

Mesmo se você não lida bem com riscos, não invista toda sua carteira em renda fixa, por exemplo. Diversifique e aplique um pouco de seu patrimônio separado para investimentos em outros locais. Começando mais devagar onde não nos sentimos tão à vontade, vamos ganhando confiança aos poucos e conhecendo mais o mercado. Desta forma, estaremos mais aptos a aproveitar outras oportunidades mesmo quando estas surgirem fora de nossa zona de conforto.

Viu como é possível investir e obter lucros mesmo em tempos de crise? O que você achou do post de hoje? Deixe seu comentário sobre o assunto! E se você gostou, aproveite para assinar nosso newsletter, basta preencher seus dados abaixo.

Nome:

Seu e-mail: