O momento econômico pelo qual o Brasil vem passando está afetando milhares de pessoas, inclusive quem está próximo de se aposentar. As altas taxas de inflação e a baixa rentabilidade de algumas modalidades de investimento podem impactar na quantidade de dinheiro que uma pessoa terá no momento em que se aposentar.

Outra preocupação de quem deseja se aposentar está na possibilidade de uma reforma da previdência. Caso ela seja aprovada, as pessoas terão de trabalhar mais tempo para terem o direito de receber o benefício do INSS.

É sabido que o benefício do INSS não é suficiente para manter o padrão de vida e continuar vivendo com a qualidade adquirida ao longo dos anos de trabalho anteriores à aposentadoria. Portanto, é aconselhável que as pessoas busquem maneiras de obter outras fontes de renda nessa época. 

As pessoas que desejam obter uma renda maior na aposentadoria estão apostando em um bom planejamento financeiro e em investimentos lucrativos. Mas você sabe a importância dessas ações? Tem preocupação com sua aposentadoria? Então, continue a leitura deste artigo e conheça 6 dicas para conseguir uma renda maior na aposentadoria. 

1. Aplique o planejamento financeiro

O primeiro passo para conseguir obter uma renda maior na aposentadoria é a realização de um planejamento financeiro. O planejamento financeiro é ideal para que você tenha ciência de algumas informações importantes e possa traçar metas e objetivos. 

É possível saber exatamente quanto você ganha e o quanto você gasta. Mais ainda, é possível saber onde você está gastando o seu dinheiro, permitindo que você reveja os seus gastos, eliminando os supérfluos e reservando, assim, uma maior quantia para ser investida. 

Outro grande benefício do planejamento financeiro é a possibilidade de traçar metas e objetivos financeiros. Em outras palavras, você conseguirá se planejar para poupar uma quantidade maior de dinheiro, podendo investi-lo e, consequentemente, reservar renda para a aposentadoria. 

2. Tenha disciplina e foco

Poupar para a aposentadoria não é uma tarefa fácil. Trabalhar arduamente todo mês e não poder gastar o dinheiro da maneira que bem entende é complicado, principalmente quando ainda falta muito tempo para se aposentar. 

Comprar um carro mais novo, reformar o apartamento ou fazer uma viagem não planejada impactarão no dinheiro que você está poupando. Sendo assim, é necessário que você tenha muita disciplina e foco no objetivo pelo qual você está fazendo esse sacrifício.

Uma dica que damos é definir um percentual a ser poupado todo mês, considerando esse dinheiro como uma despesa a ser paga mensalmente. Dessa forma, você conseguirá juntar o montante necessário para ter uma aposentadoria tranquila.

3. Faça investimentos

Independentemente do objetivo pelo qual você está guardando dinheiro, é fundamental ter investimentos. Ao apostar em algumas modalidades de investimentos disponíveis no mercado, você proverá valor e rendimentos ao seu dinheiro, permitindo que ele esteja sempre acima da inflação e possa se tornar, quem sabe, uma fonte de renda extra. 

Mas decidir onde investir não é uma tarefa simples. Existem diversas opções no mercado, com diferentes rentabilidades e características. A previdência privada, por exemplo, pode ser dividida em duas modalidades: VGBL (para quem declara o IR simplificado ou é isento) e PGBL (para quem declara o IR pelo formulário completo).

Outra modalidade de investimentos configura-se nas letras de crédito. Atualmente, temos no mercado as Letras de Crédito Imobiliário (LCI) e as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA). Ambas são investimentos utilizados para gerar recursos para seus respectivos mercados. 

4. Verifique a rentabilidade

Como citado anteriormente, a melhor maneira para adquirir uma renda extra e, consequentemente, ter uma renda maior na aposentadoria são os investimentos. Mas, para ter sucesso com investimentos, é imprescindível que se verifique a rentabilidade das opções disponíveis

A poupança, por exemplo, é um dos investimentos mais utilizados pela população brasileira. Porém, nos dias atuais, a caderneta está com a rentabilidade abaixo da inflação. Dessa maneira, você está perdendo dinheiro, ao invés de multiplicá-lo, optando por essa modalidade. 

Já o CDB (Certificado de Depósito Bancário), por exemplo, é uma opção de investimento em que a rentabilidade está ligada a uma instituição financeira. Investir em CDBs nada mais é do que emprestar seu dinheiro para a instituição financeira, recebendo juros em troca. 

Outra possibilidade é apostar nos fundos de renda fixa, que são títulos nos quais a remuneração pode ser previamente definida. Os rendimentos podem ser definidos no momento da aplicação (pré-fixados) ou podem ser definidos no momento do resgate (pós fixados). Vale a pena analisar essas opções. 

5. Tome cuidado com os riscos

Não é porque você decidiu investir seu dinheiro que você terá a multiplicação de suas finanças. Todo e qualquer tipo de investimento possui seus riscos, que podem estar diretamente ligados à rentabilidade. Em outras palavras, quanto maior o risco que se corre, maior pode ser o retorno financeiro do investimento. 

A maneira mais simples de evidenciar as interferências dos riscos é a atuação na Bolsa de Valores. No mercado de ações, uma simples decisão política ou a própria volatilidade do mercado pode fazer com que os preços das ações caiam imensamente, representando um grande prejuízo para os investidores.

O FIDC (Fundos de Investimentos em Direitos Creditórios) é outro investimento tentador em relação à rentabilidade. Com ele, podemos encontrar percentuais superiores a 150% do CDI, pagos regularmente e sem a volatilidade. Porém, esse investimento possui um sério risco. Um grave evento de inadimplência pode prejudicar a rentabilidade do produto, podendo gerar retornos negativos, comprometendo o montante principal investido. 

6. Conquiste uma renda maior na aposentadoria

Mesmo após todo o conteúdo exposto, você ainda pode estar pensando: “como decidir onde colocar minhas economias?”. Existem empresas no mercado que te ajudam a definir o seu perfil de investidor, analisando o montante que você deseja investir e te mostrando as melhores opções disponíveis. 

Não tenha medo de fazer investimentos fora de um banco. Além de possuir taxas mais vantajosas, esse tipo de empresa te ajudará a entender tudo sobre os investimentos, te preparando para fazer as melhores escolhas. 

Aplicando os conhecimentos de planejamento financeiro, tendo disciplina e foco nos seus objetivos, optando por fazer investimentos, analisando as rentabilidades, verificando os riscos e tendo uma assessoria de qualidade, você conquistará, com certeza, uma renda maior na aposentadoria. 

Dessa forma, terá uma aposentadoria mais tranquila: poderá fazer viagens, realizar sonhos e realmente descansar — em vez de ficar em casa vendo TV o dia inteiro, por não ter dinheiro para aproveitar essa fase da vida. 

Outro ponto que deve ser destacado é que os investimentos podem se tornar um hábito e continuarem apresentando rendimentos mensais na aposentadoria. Dessa maneira, eles também poderão ser considerados uma fonte de renda extra. Já pensou nisso?

E então, gostou do nosso artigo? Está animado para ter uma renda maior na aposentadoria? Já sabe onde vai investir seu dinheiro? Deixe sua opinião nos comentários e participe do nosso blog! 

Para receber primeiro artigos como esse, assine nosso newsletter:

Nome:

Seu e-mail:


 

Saiba mais:

banner-barra-artigo-2017-03-conhece-a-messem