Diante do que a economia dita em matéria de sobrevivência (é preciso ter para sobreviver), muitos desejam saber como ficar rico. Não apenas para garantir sua existência, mas também para usufruir das regalias que são ofertadas exclusivamente aos que têm mais dinheiro.

A ideia de enriquecer sem precisar trabalhar é muito antiga, está enraizada no subconsciente do Homem como um desejo profundo. Muitos acabam se perdendo por causa desse sonho.

Mas existem formas reais de enriquecer sem trabalhar? Leia o post e confira!

O Campo dos Milagres

Sonhar em como ficar rico sem trabalho, todo mundo pode — contudo, quem pode conseguir isso realmente? Primeiro, é preciso entender que tudo exige esforço e paciência, sem os quais jamais haverá riqueza. Até uma pessoa que se torna rica por herança, sem precisar nunca trabalhar de verdade, precisa de esforços para administrar e manter seu patrimônio.

Na Idade Média, os alquimistas dedicavam-se a encontrar a pedra filosofal, capaz de transformar metal em ouro e garantir uma vida de riquezas sem trabalhos desgastantes. Os alquimistas levavam isso a sério e fala-se de alguns que, sem muitas explicações, enriqueceram rapidamente.

Na história de Pinóquio, ele enterrou uma moeda de ouro no Campo dos Milagres, na esperança de que nascesse uma árvore carregada de moedas de ouro.

No mundo moderno, é possível encontrar ou fabricar a pedra filosofal? Onde ela está escondida?

O mundo dos investimentos

O mundo dos investimentos é um campo fértil para o enriquecimento, se for bem utilizado por pessoas perseverantes, ativas e com visão estratégica. Será o mundo dos investimentos o Campo dos Milagres de que fala a historinha?

São inúmeros investimentos disponíveis no país, como: CDBs, LCIs, LCAs, CRIs, CRAs, poupança, Tesouro Direto, debêntures, ações e fundos de ações, ouro, dólar e até consórcios. 

Esses investimentos são de renda fixa (mais seguros) ou variável (menos seguros), podem embutir impostos e encargos (imposto de renda, taxas administrativas e outros), podem ser públicos ou privados e podem ser pré ou pós fixados.

Independente do grau de risco, todos os investimentos podem oferecer alguma perda se não forem bem estudados pelo investidor. Considerando que ele deseja enriquecer sem trabalhar, a questão é aplicar nos mais promissores, considerando perspectivas de retorno a longo prazo, valor de taxas e impostos, oscilações do dólar, empresas que estão crescendo ou tendem a crescer e outros critérios. 

Atuação do tempo sobre os diferentes investimentos

O ouro é considerado uma forma de criar uma reserva segura, mas seu valor oscila durante o tempo, conforme a demanda pelo metal cresça ou diminua.  A quantidade de barras compradas vai permanecer sempre a mesma, mas a perda do investidor acontece porque ele não lucra quando o ouro desvaloriza.

Ações de empresas podem oscilar ou permanecerem constantes. Tudo depende da alta e da baixa do dólar, do crescimento da empresa e do interesse dos investidores nela. Há algumas operações na bolsa que permitem o investimento a curto prazo, evitando perdas imprevistas e aumentando as chances de um bom retorno.

LCIs e LCAs, investimentos de renda fixa, exigem um capital inicial bastante elevado. Outros, como CDBs e Tesouro Direto, são mais flexíveis (dessa forma, o investidor pode começar com aportes menores e ir injetando valores maiores ao longo dos meses).

Existe uma associação que, podendo ser seguida, oferece maiores possibilidades de sucesso: aportes mais elevados, durante um prazo mais longo, em investimentos que tenham melhor rentabilidade.

Para ganhar dinheiro é preciso ter dinheiro

As pessoas que desejam enriquecer através de investimentos (e todos os investidores, em geral) pensam em multiplicar seu dinheiro. Não se iluda pensando que, plantando pouco, colherá muito. Os investidores experientes recomendam que a pessoa junte um mínimo de R$50.000,00 para, então, começar a investir com ambições de enriquecimento.

A insatisfação com retornos pequenos, perdas eventuais e longo tempo de aplicações podem levá-lo a desistir de seus objetivos. Portanto, economize para investir.

Imposto de Renda

Um dos encargos que mais pesam para os investidores é o imposto de renda. Por isso, não adianta calcular lucros sem considerar os descontos relativos ao tributo. Ou seja, é preciso fazer a gestão financeira do seu investimento, considerando o que entra e o que sai.

O CDB, por exemplo, apresenta uma tabela regressiva, em que o IR diminui conforme o prazo aumente:

  • Até 180 dias: 22,50%;
  • De 181 a 360 dias: 20%;
  • De 361 a 720 dias: 17,50%;
  • Acima de 720 dias: 15%.

A tabela regressiva contribui para comparar investimentos e ver qual seria mais vantajoso. Em geral, LCIs e LCAs são mais vantajosos, porque não há incidência do IR. Contudo, confira o exemplo de um mesmo valor investido em CDB e LCI (que possuem o mesmo indexador como base para o rendimento, o CDI):

Um investidor tem R$10.000,00 para investir. O CDB pós-fixado e com prazo de 1 ano paga 105% do CDI. Logo, o rendimento será de R$10.812,00 (descontado o IR de R$172,37). A LCI, cuja remuneração corresponde a 94% do CDI, oferecerá um retorno de R$10.877,00 — maior, portanto, que o rendimento do CDB. Porém, se o prazo for superior a 2 anos, o CDB torna-se mais vantajoso, pois a alíquota do IR cai para 15%, mas a remuneração continua sendo maior que a da LCI (105% versus 94%).

Investindo a diferença

O multimilionário e escritor norte-americano Tony Robins sempre recomenda ao investidor investir a diferença.

  • Poupar e investir a diferença, guardando dinheiro e fazendo aplicações para acelerar o resultado de suas metas financeiras;
  • Ganhar mais e investir a diferença, trabalhando com mais afinco, executando mais atividades, ampliando a renda mensal e aproveitando o dinheiro a mais para investir;
  • Reduzir taxas e investir a diferença, procurando as menores taxas cobradas nos diferentes investimentos e os melhores retornos médios a longo prazo.

Concessões no modo de viver

Na época do consumismo desenfreado, essa é uma regra difícil de seguir, já que exige disciplina de monge. Abrir mão de certas regalias, do conforto exagerado e de comprar tudo que quer (e nem sempre precisa) é uma condição para poupar mais, investir mais e ter maiores chances de ganhar mais.

Aumentar seu patrimônio à custa de certos sacrifícios não é má ideia, principalmente quando se considera que muita coisa que as pessoas compram são gastos supérfluos e nocivos ao orçamento.

Os cuidados do investidor

Os investimentos podem ser uma grande oportunidade para qualquer pessoa. Entretanto, a dedicação, o esforço e a necessidade de aprender mais acabam se transformando em um trabalho também. Claro que não é o trabalho convencional — mas, de braços cruzados, ninguém enriquece!

Seus conhecimentos sobre o mundo dos negócios podem lhe dar uma grande vantagem sobre outras pessoas e favorecer o sucesso de seus investimentos. Porém, nem tudo depende somente da pessoa.

Os investimentos estão relacionados à economia nacional e mundial, às oscilações do dólar, às instituições financeiras (existem bancos que oferecem maiores rendimentos, mas que não são tão confiáveis), à honestidade dos sócios e até a sua própria vida pessoal.

A educação financeira é fundamental para o investidor, que precisa entender a importância de poupar, de reduzir gastos, de planejar o futuro e de diversificar investimentos. A diversificação de investimentos ajuda a compensar prejuízos que, porventura, alguns investimentos ofereçam. É também uma forma de aproveitar diferentes investimentos, como os de curto prazo.

Lembre-se que o investidor bem preparado através de estudos, treinamento e análises da economia, poderá prever com mais precisão os rumos do mercado em que está inserido. Mas ele nunca terá controle total sobre os acontecimentos. Portanto, una seus conhecimentos à paciência, perseverança e muita cautela.

Sempre foi de seu interesse saber como ficar rico sem trabalhar? O que pensa sobre o mundo dos investimentos? E qual investimento mais o atrai? Faça um comentário sobre o tema. Aproveite os espaços seguintes para registrar sua opinião!

Seja o primeiro a receber o conteúdo da Messem Educação e assine o nosso Newsletter, preenchendo seus dados nos campos abaixo:

Nome:

Seu e-mail:


mobile-banking